"Correu-lhe ao encontro, abraçou-o, e cobriu-o de beijos."
Lc 15,20c (24 TC - Ano C)
A Boa Notícia se fez site    ★       ★   Tempo Comum

Avisos e Recados

Solenidade de Pentecostes

Encerrando o Tempo Pascal, a Igreja celebra neste domingo a Solenidade de Pentecostes:

Pentecostes é uma data muito especial para nós, católicos: é a Festa do Espírito Santo. Mas Pentecostes já era uma festa para os judeus, com outro significado: era quando se agradecia pela colheita do trigo, a chamada Festa das Colheitas. Nessa época, era também chamada de Festa das Sete Semanas - por ser celebrada sete semanas, isto é, 50 dias, depois da festa da páscoa. Daí o nome Pentecostes, que tem origem grega e significa justamente isso: 50º dia.

No primeiro Pentecostes, 50 dias após a Páscoa, Jesus envia o Espírito Santo sobre Seus discípulos – os quais se encontravam no Cenáculo, em Jerusalém, reunidos em oração com Maria, a mãe de Jesus, mas estavam escondidos, com medo. É nesse contexto que o Espírito Santo vem, como um vento impetuoso, abala as estruturas do lugar e desce sobre eles na forma de línguas de fogo. Cheios do Espírito Santo, todos começam a falar em outras línguas (At 2,1-4). Então, vão se juntando aí judeus vindos das mais diversas regiões, cada um falando sua própria língua e, admiravelmente, entendendo o que os cristãos estão falando… É o Espírito Santo - o artífice da Unidade - falando uma linguagem que todos entendem: a do Amor.

Isso é Pentecostes: a descida do Paráclito prometido por Jesus, o Espírito Santo, que impulsiona e dá força aos primeiros apóstolos – e a todos os cristãos que vieram depois – para transmitir a alegria da Ressurreição e da fé, para anunciar o Evangelho a todos os povos.

A partir desse dia, o Reino anunciado por Cristo está aberto aos que creem nele. É o início da Igreja!

É em Pentecostes que pedimos mais intensamente que nos sejam enviados os Dons do Espírito Santo, qualidades especiais que recebemos principalmente no Sacramento da Confirmação (ou Crisma), mas que nos podem ser enviados sempre – se os pedirmos e merecermos: FORTALEZA, SABEDORIA, ENTENDIMENTO, CIÊNCIA, CONSELHO, PIEDADE, TEMOR DE DEUS.

Assim, jamais devemos nos esquecer disto:

1. O supremo dom do Pai e de Jesus à humanidade é o Espírito Santo.

2. Soprando sobre os discípulos, Jesus está recriando a humanidade mediante o sopro do Espírito.

3. Recebendo o Espírito de Jesus, os cristãos recebem igualmente a mesma missão.

4. O Espírito é dado a todos. Ninguém fica sem Ele e ninguém O possui plenamente.

5. O Espírito leva a humanidade a formar uma só família, no amor, diferentemente de Babel-confusão, em que as pessoas não se entendem.

Por isso, Pentecostes é também a Festa da Unidade. Porque a unidade é fruto da graça do Espírito Santo na vida da Igreja. Deus é três pessoas, mas que tanto Se amam que são um só Deus! Na força do Espírito, embora sejamos bilhões de membros, podemos ser um só corpo: no amor, na acolhida, no perdão que sempre cura as discórdias.

Com animada confiança e à espera deste mesmo sopro vital do Espírito Santo, nós nos preparamos para o Pentecostes que acontece neste domingo. Deixemo-nos renovar pela novidade do Espírito!

•  Leia outros avisos e recados
  • Diocese São Carlos
  • Bem-vindo à sua casa!

    Assista ao vídeo

  • Agenda Fixa da Paróquia
PARÓQUIA DE SÃO SEBASTIÃO - JAÚ
Rua São Sebastião nº 30 - Centro - CEP: 17210-060 - Jaú/SP
Telefones: (14) 3622-2814  /  (14) 3626-4000   •   E-mail: secretaria@saosebastiaojau.com.br