"Esta é a voz daquele que grita no deserto: ‘Preparai o caminho do Senhor, endireitai suas estradas!’"
Mc 1,3 (2 Advento-Ano B)
A Boa Notícia se fez site    ★       ★   Advento

Notícias

Imaculado Coração de Maria

No dia seguinte à Festa do Sagrado Coração de Jesus – que é um sábado –, a Igreja faz memória ao Imaculado Coração de Maria.

A devoção ao Imaculado Coração de Maria não é nova na Igreja, já que tem as suas raízes mais profundas no Evangelho, que muitas vezes faz referências ao Coração da Mãe de Deus:

- “Quanto a Maria, conservava todas estas coisas, ponderando-as no seu Coração” (Lc 2,19).

- “Depois desceu com eles, voltou para Nazaré e era-lhes submisso. Sua Mãe guardava todas estas coisas no seu Coração” (Lc 2,51).

Esses relatos bíblicos unem-se ao do Canto de Louvor – Magnificat –, à compaixão e intercessão diante do vinho que havia acabado e à presença de Maria de pé junto à Cruz, para assim nos revelar a sintonia do Imaculado Coração de Maria para com o Sagrado Coração de Jesus.

Por isso, na Tradição Viva da Igreja encontramos essa devoção confirmada pelos Santos Padres, os Místicos da Idade Média, Santos, Teólogos e os Ascetas dos séculos seguintes, bem como Papas – todos grandes devotos do Coração de Maria, assim como do Coração de Jesus.

Dentre os santos, destacou-se como apóstolo dessa devoção São João Eudes e, dentre os Papas que propagaram essa devoção, destacaram-se João Paulo II e Pio XII, que em 1942 consagrou o mundo inteiro ao Imaculado Coração de Maria.

Os dois atos mais importantes da Santa Sé em favor do Imaculado Coração de Maria foram:

* A disposição de Pio VII (1805), que a festa pudesse ser concedida às Dioceses e Institutos Religiosos que a pedissem.

* A Missa e Ofício próprios aprovados por Pio IX (1855), mas unicamente pro aliquibus locis (para algumas localidades).

As aparições de Nossa Senhora em Fátima (Portugal), no ano de 1917, de tal forma espalhou a devoção ao Coração de Maria que o Cardeal local disse: “Qual é precisamente a mensagem de Fátima? Creio que poderá resumir-se nestes termos: a manifestação do Coração Imaculado de Maria ao mundo atual, para salvá-lo”.

De acordo com o legado dos pastorzinhos de Fátima, foi Nossa Senhora quem revelou o “Segredo” a Lúcia, Jacinta e Francisco, depois de lhes mostrar a visão do Inferno. Contava a Irmã Lúcia que Nossa Senhora afirmou: “...para salvar as almas, Deus quer estabelecer no mundo a Devoção ao Meu Imaculado Coração” (in Memórias da Irmã Lúcia).

Em 1935, Jesus pediu à Beata Alexandrina de Balazar que o mundo fosse consagrado ao Imaculado Coração de Sua Mãe: “Manda dizer ao teu Pai espiritual que, em prova do amor que dedicas à Minha Mãe Santíssima, quero que seja feito todos os anos um ato de consagração do mundo inteiro num dos dias das suas festas escolhido por ti: ou Assunção, ou Purificação, ou Anunciação, pedindo a esta Virgem sem mancha de pecado que envergonhe e confunda os impuros, para que eles recuem caminho e não Me ofendam. Assim como pedi a Santa Margarida Maria para ser o mundo consagrado ao Meu Divino Coração, assim o peço a ti para que seja consagrado a Ela com uma festa solene”.

Dessa forma, pudemos conhecer do Céu que o Pai e Jesus querem estabelecer no mundo inteiro a devoção ao Imaculado Coração, que se encontra fundamentada na Consagração e Reparação a este Coração que, no final, triunfará.

Em 4 de maio de 1944, Pio XII ordenou que essa festa fosse observada em toda a Igreja para obter a intercessão de Maria para:

* A Paz entre as Nações.

* A liberdade para a Igreja.

* A conversão dos pecadores.

* O amor pela pureza e a prática da virtude.

Dois anos mais tarde, consagrou toda a raça humana a Nossa Senhora sob o título de Imaculado Coração de Maria.

Da mesma forma que a primeira sexta-feira é dedicada ao Sagrado Coração de Jesus, o primeiro sábado de cada mês é dedicado ao Imaculado Coração de Maria. Essa devoção surgiu com os membros de várias confrarias do Rosário que tinham o costume de dedicar quinze sábados seguidos à Rainha do Santíssimo Rosário. Isso mostra o quanto o Imaculado Coração de MARIA está unido ao Sagrado Coração de JESUS, Seu Filho e Nosso Senhor. Assim, os dois Corações são inseparáveis, pois onde está Um está também o Outro, de forma que a Mãe se torna Corredentora da Humanidade. Quem não honra a Mãe, despreza Seu Filho Jesus.

Portanto, a devoção a cada primeiro sábado do mês ao Imaculado Coração de Maria é tão importante quanto a devoção ao Coração de Seu Filho nas primeiras sextas-feiras.

Em uma de suas aparições a irmã Lúcia, em Pontevedra (Espanha), Nossa Senhora faz sua incomparável promessa: “A todos aqueles que, durante cinco meses, no primeiro sábado...”, cumprirem todas as condições pedidas (confissão, comunhão, oração pelas intenções do Soberano Pontífice e exercícios piedosos com o espírito de reparação, em honra da Virgem Imaculada), “…eu prometo assistir-lhes à hora da morte, com todas as graças necessárias para a salvação”. Com generosidade ilimitada, a Santíssima Virgem promete aqui a maior, a mais sublime de todas as graças: a da perseverança final.

Imaculado Coração de Maria, sede a nossa salvação!

•  Leia outras notícias
  • Diocese São Carlos
  • Bem-vindo à sua casa!

    Assista ao vídeo

  • Agenda Fixa da Paróquia
PARÓQUIA DE SÃO SEBASTIÃO - JAÚ
Rua São Sebastião nº 30 - Centro - CEP: 17210-060 - Jaú/SP
Telefones: (14) 3622-2814  /  (14) 3626-4000   •   E-mail: secretaria@saosebastiaojau.com.br